Arquivo da tag: Ferrari

O PROBLEMA É ALONSO

SÃO PAULO (cqd) – Ainda na #42 da Revista WARM UP, um ótimo trabalho de comparação de Massa com seus companheiros de equipe na Ferrari. Vale a leitura e a análise. Aqui.

lado-a-lado-massa

Tags: , , | 87 comentários

SCUSI

kimilucaSÃO PAULO (não é fraco) – Está na imprensa finlandesa. Raikkonen não é de falar muito, mas como estava por cima da carne seca, exigiu que Montezemolo pedisse desculpas a ele por farpas passadas, disparadas quando ele deixou a Ferrari.

Pelo jeito, o todo-poderoso Luca pediu.

Há quem diga que Kimi é uma espécie de seguro que a Ferrari fez para o caso de Alonso se irritar mais ainda com a equipe e resolver, de forma intempestiva, deixar o time. Ele fez isso com a McLaren e procurou a Red Bull semanas atrás.

Seja como for, Raikkonen chega forte a Maranello. Vai ser muito interessante acompanhar a Ferrari no ano que vem.

Tags: , , | 70 comentários

ONE COMMENT

relizeferrari

Esse é o estilo Ferrari: anunciar algo tão importante em duas linhas e meia (duas, em inglês). Vamos sentir falta, sim, da dupla Raikkonen-Lotus.

Tags: , | 41 comentários

MACHUCOU

SÃO PAULO (bem doidos) – O que mais vai fazer falta em 2014 é a dupla Raikkonen-Lotus no Twitter. Como a equipe vai se virar sem figura tão carismática? Ao longo dos últimos dois anos, foi uma tiração de sarro permanente, auto-bullying, vídeos engraçadíssimos, grandes tiradas. Tudo poque Kimi é personagem único.

Agora, de volta à Ferrari, deixa de ser. Porque a turma de Maranello é sisuda e chata. Provável que Raikkonen tenha incluído em seu contrato cláusulas que o dispensem de grandes e pequenos eventos com patrocinadores. Ele deve entrar no ostracismo midiático. O que será uma bobagem e uma pena. Eu, se sou a Ferrari, trago junto com ele o responsável pelas mídias sociais da Lotus. Divertido, sem censura, compreendido. São novos tempos.

A Ferrari anunciou Kimi agora pela manhã, encerrando de vez os boatos sobre uma possível saída de Alonso. E a Lotus reagiu assim:

lotushurtsComo não amar? Não creio que o tuiteiro oficial da Lotus será demitido, como fui, por tamanha ousadia. São tempos em que a ousadia é necessária, a resistência à chatice que ameaça tomar conta do mundo é essencial.

Mas voltando à Ferrari e a Raikkonen, confirmou-se aquilo que se comentava havia algumas semanas. É loucura dele? Loucura do time?

Como disse ontem, acho que vai dar certo. É uma dupla fortíssima, essa que a Ferrari montou para 2014. Agora, é aguardar o que será feito dessa vaga interessantíssima na Lotus. Por enquanto, Hülkenberg é o nome mais forte. Claro que Massa corre por fora. E são só os dois.

Tags: , , | 149 comentários

KIMI E FERNANDINHO

SÃO PAULO (faíscas) – Que dupla, hein? Vai contra tudo que a Ferrari preconiza há décadas (salvo engano, a última parceria de peso foi Prost-Mansell, em 1990), a estabilidade de um primeiro piloto muito claro, capaz de fazer o que é preciso para ser campeão, e outro para trabalhar na sombra, sem muito alarde, somar uns pontinhos e subir ao pódio de vez em quando.

Quando Schumacher saiu, Raikkonen chegou para cumprir esse papel, mas teve em Massa não só um aliado (ajudou em 2007), como um forte adversário (quase levou a taça em 2008). Era meio esquisito, para os padrões ferraristas. Em 2010, então, Maranello voltou à toadinha de sempre, um primeirão, Alonso, e um segundão, Felipe. Irvine e Barrichello haviam exercido a função entre 1996 e 2005 sem causar muitos problemas, exceto um ou outro chilique do brasileiro. E deu muito certo, com um domínio imposto por Schumacher que a F-1 nunca tinha visto.

É uma mudança clara de planos e de política, a chegada de Kimi, que deverá ser anunciada amanhã. Dois campeões do mundo, dois pilotos de ponta, mas com uma diferença para outras duplas explosivas formadas no passado: dois rapazes de comportamento diametralmente oposto. Que jamais vão brigar em público, porque Raikkonen tem preguiça de dizer mais do que cinco palavras. Por dia.

Alonso pode despirocar, como aconteceu com ele em 2007 na McLaren, tendo o estreante Hamilton como desafiante. Por outro lado, talvez até esteja gostando da ideia de poder provar a todo mundo que essa história de que não gosta de companheiro de equipe forte é cascata. Ele sabe que tem condições de bater qualquer um. Vai demandar maior esforço, agora. Kimi é fortíssimo, um assombro. Mas pode ser legal para ele, Alonso, que certamente vai ter uma equipe mais forte agora, porque dois excelentes pilotos quase sempre elevam o nível de um time — a McLaren, naquele ano com Lewis, foi fortíssima. Perdeu o título de bobeira. Massa não vinha conseguindo fazer isso, relegado que foi a um segundo plano muito claro quando Fernandinho chegou. Sucumbiu muito rápido à presença do espanhol.

Fez bem a Ferrari? Bom, vai ser fácil sem comentarista de melhores momentos daqui a um ano e meio, quando terminar a temporada de 2014. “Dois pilotos de ponta, no fim, sempre dão um resultado, foi assim com Senna e Prost na McLaren”, direi, se a Ferrari for campeã. “Dois pilotos de ponta nunca dão certo, é um desastre, como já ficou provado com Mansell e Piquet na Williams e com o próprio Alonso e Hamilton na McLaren”, escreverei, caso seja um fracasso.

Parta não ficar no muro, então, e nem recorrer a tal expediente no final de 2014, digo já o que acho. Que vai dar certo, e a Ferrari fez bem.

sorrindohoje

Tags: , , | 160 comentários

A ERA MASSA

massa_interlagos_2006SÃO PAULO (grandes mudanças) – Foi pelo Instagram que Felipe Massa acabou de anunciar sua saída da Ferrari. Foram oito anos como titular, desde 2006, e uma vida toda ligada a Maranello desde 2001, quando foi contratado e imediatamente emprestado à Sauber.

Reproduzo abaixo o texto em inglês, que Felipe postou junto de uma foto de sua vitória em Interlagos em 2006.

From 2014 i will no longer be driving for Ferrari. I would like to thank the team for all the victories and incredible moments experienced together. Thank you also to my wife and all of my family, to my fans and all my Sponsors. From each one of you I have always received a great support! Right now I want to push as hard as possible with Ferrari for the remaining 7 races. For next year, I want to find a team that can give me a competitive car to win many more races and challenge for the Championship which remains my greatest objective! Thank you all. Felipe

Acho que não precisa de tradução. Elegante, sóbrio, grato e, sobretudo, honesto. Entre outras coisas, porque não resolveu dar uma exclusiva para ninguém, nem fazer acordo com pool de jornalistas, como Barrichello gostava de fazer. Isso só aumenta minha admiração pelo rapaz.

Mas… E agora?

Ontem, falamos bastante aqui dessa possibilidade, concreta, de o Brasil não ter piloto no ano que vem na F-1. Onde pode correr Felipe? Um piloto de ponta não costuma descer degraus. Mas na F-1 atual, são cada vez menores as chances de se recolocar nas equipes grandes, que ultimamente têm apostado em duplas longevas. E Massa, por suas últimas temporadas, com resultados abaixo do esperado, não é propriamente disputado a tapa por ninguém. É uma realidade, com a qual tem de conviver. Assim, é evidente que se ficar na F-1, vai, sim, descer alguns degraus.

O que não tem importância alguma, porque o que vale, digo sempre, é a felicidade de se fazer o que quer e o que gosta. Se resolver correr na Caterham, problema dele. Assim como legítimas foram as opções de Nelsinho pelas caminhonetes do Velho Oeste, e mesmo a de Barrichello pelas bolhas estoqueanas. E de Raikkonen, anos atrás, pela lama do rali.

Falando nele, alguma dúvida sobre seu destino? Mas esse é tema para outro post.

Felipe, agora. Haverá uma vaga óbvia na Lotus. É a melhor possível. Se conseguir negociar bem, inclusive arrumando uns cobres no Brasil, tem chance, sim. O outro candidato forte é Hülkenberg. Embora ontem tenham surgido comentários na imprensa alemã de que Alonso estaria indo para o time, ex-Renault, indisposto com a Ferrari.

Se Hülk sair da Sauber, passa a ser outro lugar possível. Mas ali há um porém. O time virou reduto de pagantes com a já anunciada contratação do jovem russo cujo nome sempre esqueço. Lev Yashi, Gorbachov, Ieltsin, não lembro. Gutiérrez leva grana do México. Acho bem complicado, ali.

McLaren? Pérez não vem emocionando ninguém. Não acho que Felipe faria menos que o garoto, mas o contrato é plurianual e tem possibilidade de dinheiro na parada. Não sei. Toro Rosso? Não, ali é para a molecada da Red Bull. Williams? Pode estar correndo por fora, a ver. Mercedes? Não, estão bem com Hamilton e Rosberg.

Sair da F-1?

É uma possibilidade que jamais pode ser descartada. E, aí, eu procuraria o WEC. Lá é legal.

Na Ferrari, Felipe disputou 133 GPs desde a estreia como titular em 2006 e venceu 11, com 15 poles. Seu melhor ano, 2008, foi cruel pela forma como perdeu o título para Hamilton, na última curva da última volta do último GP do ano. Mas recebeu a derrota com uma dignidade ímpar. Ao longo desses anos de Ferrari, comeu o pão que o diabo amassou depois do acidente de 2009 na Hungria. Com Alonso como companheiro de equipe, perdeu espaço naturalmente para alguém melhor que ele.

O acidente afetou sua pilotagem? Pode ser, mas sou defensor da hipótese de que seu maior problema foi mesmo Alonso, um piloto fortíssimo, excepcional, que acaba tomando conta do galinheiro. Quanto não toma, como na McLaren em 2007, as relações azedam.

Volto em instantes, para falar de Kimi. E de Fernandinho.

Tags: , | 260 comentários

SEM BRASIL

SÃO PAULO (desta semana não passa) – É a semana mais quente do ano na F-1 no que diz respeito ao mercado de pilotos. E ao futuro do Brasil na categoria, também. As últimas notícias na Europa dão conta de que Kimi Raikkonen vai anunciar o que fará em 2014 nas próximas 48 horas. Prazo que teria sido dado por ele mesmo à Lotus para provar que tem como pagá-lo direito. Há rumores indicando que o time lhe deve uma boa grana, bônus por pontos conquistados, e não ofereceu garantia nenhuma de que terá estrutura financeira para arcar com seus altos salários no ano que vem. E, por consequência, de lhe dar um carro com potencial de ganhar corridas.

Não há terceira opção para Raikkonen, como se sabe. Depois que a Red Bull confirmou Ricciardo para o lugar de Webber, é ou ficar na Lotus, ou correr na Ferrari. Portanto, a semana é decisiva também para Massa. Se sair, corre onde? Na Lotus? Foi hipótese que levantei ontem apenas porque me parece o único lugar decente para um piloto egresso de um time grande como a Ferrari. Mas não é muito provável que a Lotus o queira. A ver. Depende de muita negociação.

O Brasil, assim, pode ficar sem um piloto na F-1 pela primeira vez desde a estreia de Emerson Fittipaldi na categoria, em 1970. Felipe Nasr? A informação que eu tinha é que ele iria correr, sim, porque a TV Globo está fazendo gestões nesse sentido, inclusive junto a patrocinadores. A emissora considera importante haver um brasileiro no grid para continuar com suas transmissões, dando o espaço que a F-1 tem em sua grade. Mas Nasr não está garantido, não. O fim de semana foi muito ruim para ele e sua temporada na GP2 não é propriamente brilhante. Portanto, se arrumar onde correr, será em equipe pequena precisada de dinheiro. Nada que entusiasme muito o público no Brasil, alimentado a ufanismo desde sempre. Uma possibilidade de Toro Rosso já foi descartada por Helmut Marko em entrevista a Livio Oricchio, do “Estadão”. Ele diz que o substituto de Ricciardo virá necessariamente do programa de desenvolvimento de jovens talentos que a Red Bull conduz em várias categorias.

Brasil sem piloto na F-1 é algo que, realmente, choca. Afinal, são mais de quatro décadas com alguém representando o país. E, na maior parte desse tempo, sempre com pelo menos um em equipe de ponta. Choca, mas não surpreende. Há quanto tempo a gente diz aqui que isso, cedo ou tarde, iria acontecer? Que sem automobilismo interno forte a tendência era essa?

Portanto, a se confirmar uma eventual dispensa de Massa nesta semana e sua saída de cena, veremos como ficará a F-1 por aqui. Hoje, o Mundial tem representantes de 11 países no grid: Alemanha (4), Austrália (2), Espanha, Brasil, Inglaterra (3), México (2), Finlândia (2), França (4), Escócia, Venezuela e Holanda. É curioso notar que seis desses países, os seis últimos da lista, não têm etapas no calendário — o México deverá entrar no ano que vem. Também é curioso notar que dos 19 países visitados pela F-1 todos os anos, nada menos do que 14 não possuem pilotos disputando o campeonato. Os que têm são Alemanha, Austrália, Espanha, Inglaterra e Brasil. E mesmo assim a F-1 enche as arquibancadas em boa parte dos autódromos, exceções feitas a Bahrein, China e Malásia. Talvez Índia e Coreia possam ser incluídos aí também.

Mas há GPs que lotam até a tampa mesmo sem que o público, teoricamente, tenha para quem torcer. Os casos mais claros são os do Canadá, do Japão, da Bélgica, da Hungria e da Itália. Cada um com seus motivos particulares. Montreal é apaixonada pela F-1 desde os tempos de Villeneuve. Os japoneses são loucos por corridas. A Bélgica é pertinho da Alemanha, assim como a Hungria, ambos países centrais que atraem gente da Europa toda. Os italianos têm a Ferrari.

E o Brasil, neste futuro sombrio sem pilotos? Como ficará Interlagos? A F-1 se sustenta por aqui sem alguém com chances de ganhar uma corrida?

Bem, deveremos saber nesta semana se essas pergunta serão feitas. E, se forem, as respostas teremos a partir de 2014.

Tags: , , , | 176 comentários

KIMI NA FERRARI: ESQUENTOU

SÃO PAULO (com detalhes) – Esquentou muito nas últimas horas a história da volta de Raikkonen à Ferrari. Imprensa alemã de peso cravou que o contrato está assinado e que Massa será comunicado quarta-feira de que seu contrato não será renovado.

O diz-que-diz no paddock hoje estava quase insuportável em Monza.

Se acontecer, vejo como única possibilidade para Felipe seguir na F-1 o lugar na Lotus. Que seria uma boa, diga-se.

Tags: , , | 176 comentários

ONE COMMENT

A Lotus é genial.

onedown

Tags: , , , | 28 comentários

AZEDOU

SÃO PAULO (sinais) – Não vou nem escrever nada, nem publicar as fotos. Leiam este post do blog do Victor Martins e tentem interpretar o episódio da chegada de Alonso ontem em Spa. Notem o entusiasmo da Ferrari no pitwall.

Sei não…

Tags: , , | 108 comentários

ENCHE O TANQUE

SÃO PAULO (passado, sempre) – A Shell fez uma coisa bacana na véspera da abertura dos treinos em Spa. Levou Alonso e Massa a um cinema antigo em Malmedy para a exibição do filme “1955 Belgian Grand Prix”. Aí os dois se vestiram com figurinos dos anos 50 e posaram para fotos com meninas lindas, diante de uma antiga bomba de gasolina. Ainda teve banda tocando músicas de época, exposição de clássicos e tudo mais. Acho o maior barato esse tipo de evento.

O filme, que é lindo de morrer, está aqui.

S

Tags: , , , , , , | 35 comentários

MASSACRE

SÃO PAULO (sobrevive?) – Com o perdão do trocadilho, é mesmo um massacre o que sofre Massa nessa época do ano. Como seus contratos recentes não são muito longos, ele vai para o centro do furacão toda temporada.

Agora, a história é que tem dois GPs para mostrar serviço. Na fila, Raikkonen. E Hülkenberg.

Tags: , | 53 comentários

FERRARI, SIM

SÃO PAULO (tá esquentando) – Eddie Jordan é bem informado. E bem relacionado. E costuma acertar. Na condição de ex-dono de equipe e atual comentarista da BBC, virou um jornalista de mão-cheia.

É ele quem está afirmando que Raikkonen fechou com a Ferrari e o anúncio será feito em Monza.

Eu estava duvidando. Não estou mais.

Está na hora de começar a especular qual será o futuro de Massa. Lotus?

Tags: , | 223 comentários

NO COMMENTS

prodia

Tags: , | 26 comentários

KIMI?

kimiferrari07SÃO PAULO (pois é) – O segundo pitaquinho, como prometido.

Outro dia, Raikkonen disse que quando as pessoas soubessem de sua decisão para 2014, iriam achá-lo um estúpido retardado. Aí eu pensei: bom, o cara tem proposta da Red Bull e decidiu ficar na Lotus.

Só que agora andam falando numa volta à Ferrari. Se fizer isso, realmente vou achar que ele é um estúpido retardado. Primeiro, por correr com Alonso. Depois, por voltar a um time do qual não saiu exatamente numa boa. Por fim, porque a Ferrari é chata demais para trabalhar e não tem enormes perspectivas de melhora.

Ou tem?

Na verdade, ninguém sabe direito o que será o ano que vem. As mudanças de motor serão radicais demais e qualquer aposta é chute. Vai andar bem quem tiver mais dinheiro, e aí são as de sempre. Entre as de sempre, saber quem vai se dar melhor é, de novo, chute. Não teremos referências técnicas em 2014. Todo mundo sai do zero, de uma folha de papel em branco.

Mas é o que andam dizendo. A BBC especula que Kimi interessa à Ferrari (que nega) para o lugar de Massa. E um jornal finlandês crava que já acertou.

E aí? Como seria uma dupla Alonso-Raikkonen? Kimi não dá muita bola para o companheiro de equipe. Se for Alonso, o Speed Racer ou o papa, para ele tanto faz. Mas e Alonso? Vai gostar da ideia? Duvido.

Assim como Vettel não gosta da ideia, e por isso trabalha intensamente para que Ricciardo seja o substituto de Webber. Portanto, restaria a Lotus para Kimi, onde ele é feliz. Mas onde não se sabe até onde vai a capacidade de investimento.

A coisa está esquentando, no que diz respeito à Ferrari. Fiquemos atentos.

Tags: , | 87 comentários

HEIN?

SÃO PAULO (olha…) – Alonso não anda muito animado com a Ferrari. El ex-Fodón, que faz aniversário hoje, 32 anos, vê todo mundo evoluindo e sua equipe, picas. Mercedes, Lotus e Red Bull, atualmente, estão na frente dos vermelhos maranélicos. Perspectivas? Ele não vê muitas. A Ferrari anda meio devagar, conservadora, lerda. Precisa de gente, em resumo. Gente boa na parte técnica, na gestão. Hoje contrataram James Allison, da Lotus.

E agora surge a história da Red Bull. Encontro entre empresário e Christian Horner, não negado por nenhuma das partes, papo vai, papo vem, e vai que os rubrotaurinos resolvem fazer um dream team dos infernos, com Vettel e Alonso? Já pensaram? O que faria a Ferrari nessa situação? Só teria uma via: tirar Raikkonen da Lotus. O ressuscitar, sei lá, Senna e Fangio.

Interessante, esse movimento no mercado de pilotos. Mas acho que Alonso, apesar do biquinho, ainda vai dar uma chance à Ferrari. Sim, porque hoje é disse que se trata: ele dar chanca à equipe. Alonso é muito mais vantagem para a Ferrari do que a Ferrari para Alonso.

Tags: , , , , | 177 comentários

ASSIM NÃO, MITO

SÃO PAULO (vixemaria) – E não é que nosso mítico Kobayashi deu uma barbeirada monstro em Moscou? Em exibição da Ferrari nas ruas da capital soviética, estampou o muro. A pista estava molhada, mas ficou feio.

Vejam o vídeo completinho aqui.

Tags: , , | 58 comentários

FERRARUSSIA

SÃO PAULO (que dia esquisito) – Não foi surpresa, porque desde a substituição de Razia por Bianchi estava na cara que mais cedo ou mais tarde um acordo entre Marussia e Ferrari seria feito.

O anúncio saiu hoje. Bianchi foi alocado entre os marússicos para ganhar experiência. É uma aposta da Ferrari, que normalmente contrata figurões. Com Massa, lá em 2001, isso começou a mudar diante da política das rivais, de formar pilotos em casa.

A dúvida é saber se Bianchi assume como titular em 2014, ou em 2015. Isso vai depender de Felipe. O caminho natural é mais uma temporada para o francesinho na Marussia, principalmente porque a Ferrari terá como avaliá-lo melhor com essa parceria de fornecimento de motor, câmbio, KERS, macarrão e pomarola.

Assim, Massa precisa apenas repetir o que fez no ano passado, uma segunda metade de temporada convincente. Ficar na Ferrari depende exclusivamente dele.

Tags: , , , | 32 comentários

FRIGIDEIRA FRIA

SÃO PAULO (até quando?) – Muito interessante a reflexão de nosso batera-colunista Andre Jung em sua coluna pós-GP da Alemanha:

Depois de ter recuperado velocidade, Felipe permanece inconstante, cometendo erros estranhos e desperdiçando oportunidades. O suporte que a Ferrari tem proporcionado ao brasileiro é um caso único na história da equipe, notória por fritar diversos pilotos.

É a mais pura verdade. Façam uma lista dos fritados por Maranello nos últimos anos. Alguns deram menos motivos que Felipe. É bom para o brasileiro. Demonstração de confiança duradoura. Precisa ver quanto tempo dura essa paciência.

Tags: , , | 19 comentários

FOTO DO DIA

Devidamente sugada do blog do Victor Martins, Koba-mito numa F10 em Fiorano.

kobanela

Tags: , | 76 comentários